terça-feira, junho 20, 2006

novos negócios


Afinal, os medicamentos não sujeitos a receita médica subiram de preço. Verifica-se assim, como era falacioso o principal argumento a favor da medida do governo relativo ao alargamento dos espaços de venda destes medicamentos.
Quem o diz é o Observatório Português do Sistema de Saúde. Claro que o ministro já veio desmentir estes dados, sem qualquer cortesia e com a arrogância de sempre. Lançando suspeitas e pondo em causa a credibilidade desta entidade.
A nós, também nos assaltam algumas dúvidas. Será que o ministro agiu na defesa do interesse dos utentes ou “ sem querer” ofereceu novas oportunidades de negócio aos “Saleiros” deste país?

7 Comments:

Anonymous Anônimo said...

O Ministro de calças abaixo....é uma doçura!

4:39 PM  
Anonymous Anônimo said...

Ainda não repararam que a iniciativa privada vive à custa do Estado? Isto é, de todos nós!

E quando se fala em concorrência, afinal os interesses estão todos interligados? No sentido de sacar o melhor preço? isto é o mesmo em todo o lado ?

Quem paga....quem é.....o POVO!

4:49 PM  
Anonymous Anônimo said...

Por cá, no País há umas instituições que são uns chatos....são as Comissões de Observação....Altas Autoridades...etc..só servem para atrapalhar quem quer "trabalhar" na concorrência!

Abaixo as Altas Autoridades , viva a concorrência!....

4:53 PM  
Blogger luikki said...

esse canalha que é ministro da saúde, tem sempre resposta para tudo!
mente, mas os outros é que não são credíveis...
desmente, mas não apresenta provas!

6:15 PM  
Anonymous Anônimo said...

A concorrência em Portugal só leva a dois caminhos:
o aumento dos prêços livremente estabelecidos pelos monopólios ,onde não existem outras empresas e a falência das pequenas empresas que deixam de ter capacidade para sobreviverem.

Imaginem só: liberalização de preços nos combustíveis... na energia... nos medicamentos... devem estar a gozar com o pessoal...

E a Europa a comandar!....deixa ver até quando!?

Somos governados neste Mundo por uma cambada de funcionários burocratas que se deixam comer pelos papões da "iniciativa privada".
Sempre foi assim, só que agora até nem se consegue ver bem quem são os papões.
Vamos lá a ver quando isto tudo rebentar....o barulho do choque tecnológico!

11:08 AM  
Anonymous Anônimo said...

Realmente era um abuso: O pessoal a ter empregadas domésticas!...

O Governo quer acabar com este "estado", por isso vai agravar as contribuições das empregadas domésticas para a segurança social. Bem feito

5:06 PM  
Anonymous Anônimo said...

O Observatório até aqui era uma entidade isenta , mas agora....até já serve para ofender pessoalmente os seus.... ,ou alguns dos seus membros,....a começar pelo seu Presidente.

5:29 PM  

Postar um comentário

<< Home