segunda-feira, junho 26, 2006

a "bondade" do ministro


Aceita-se que o ministro queira racionalizar a prestação dos serviços de cuidados de Saúde.
Não se pode aceitar é a argumentação do ministro. A lógica do encerramento das maternidades tem muito mais a ver com a redução de despesas do que com qualquer outra coisa, como toda a gente já percebeu. Por isso mesmo, está a tornar-se cada vez mais irritante, a repetida argumentação do ministro, insistindo em fazer crer, ser a saúde das futuras mães, a razão de tal medida.
As mulheres e futuras mães deverão ser de facto muito estúpidas para não entenderem a “bondade” do senhor ministro e continuarem com as manifestações de desagrado.
Por vezes fala-se em descentralização dos serviços e de como tal pratica se torna positiva no desenvolvimento regional. Não será esta a opinião do ministro.
As mães manifestam-se contra o encerramento das maternidades sobretudo porque deixarão de poder ser acompanhadas durante os meses de gravidez por serviços próximos de suas residências. A partir de agora terão de se deslocar várias vezes, e por vários meses, a lugares mais distantes para que lhes seja prestado a adequada assistência. Até aqui o médico que acompanhava a futura mãe durante a gravidez, conhecendo portanto toda a sua história clínica, era o médico que a assistia no parto o que só por si lhe oferecia uma grande segurança. A partir de agora não sabemos bem como será. Será que vão a consultas a Badajós ou apenas se dirigem lá no próprio dia do parto?

5 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Será que o pessoal de Barcelos, Amarante, Elvas etc... é todo estúpido?

Porque é que o Ministro não explica as razões que levaram à criação das Maternidades e agora ao seu encerramento?

Dizer só que não há médicos é muito pouco.

Quando não há um Minisro arranja-se outro.

Por enquanto....pelos vistos...porque pela teoria do Ministro o País vai fechando....fechando....não se substitui ninguém....até ao ancerramento final....e aí está... fica o território disponível em baldio para coutadas de caça espanholas...!

È o futuro

Caro Blogger não se assuste por que em primeiro lugar tenho dúvidas que os espanhóis queiram....em segundo lugar nós temos de ter algum humor para não morrermos estúpidos com este des-governo de pessoas muito inteligentes como é este Ministro que parece ser dos tais que pelas sofás das chancelarias....clubes e...assocciações....entende que todos os outros ( POVO e parecidos...) são todos uns estúpidos....e cambada de ignorantes!

10:40 AM  
Anonymous José said...

Não percebo!!!

A central da banda larga é aberta e lá está o Primeiro Ministro... Abrem-se dez centímetros de estrada e... lá vai o mesmo mais sete ministros, Governador Civil, presidente da Cãmara, comandante dos bombeiros e GNR, banda, etc...O Sr tal e coisa....lança um livrito e lá está o Conselho de Ministros....o Sr. Gates vem fazer ca uns negócios e lá está o Governo alinhadinho à sua espera, como na escola e exemplo a seguir possivelmente de acordo com as normas novas do Ministério para as recepções de gente ilustre...
o Chefe do serviço de medicina da 4ª enfermaria passa a usar uma compressa nova, recentemente lançada pelo novo laboratório e...lá está o Ministro da Saúde, Secretário de Estado, etc e tal...

Uma maternidade fecha ...( para bem das mamãs)... com milhares de pessoas interessadas à porta, e nem Primeiro Ministro, nem Ministro, nem Governador Civil, nem Presidente da Câmara, nem da Junta de Freguesia, nem Conselho de Administração....nem o contínuo da porta....ninguém!...

Saberão os colaboradores deste Blogg ajudar a explicar tal fenómeno de simplicidade e de reservada actuação neste caso dos nossos governantes?

11:31 AM  
Blogger luikki said...

a mulher ou outros familiares do ministro não são abrangidos por estes fechos, nem são transferidos para badajoz...
os argumentos falsos do canalha foram sendo todos desmentidos...nomeadamente
no que respeita a barcelos e elvas...

e aguardo para ver o imbróglio que se criará se os tribunais decidirem que as maternidades ficam abertas....

12:11 PM  
Anonymous Anônimo said...

Bom...pelo que ouvi o Tribunal não aceitou a providencia cautelar por " não se verificarem os pressupostos "...isto poderá querer dizer que não se apreciou a questão de fundo....mas apenas questões processuais...como, aliás é usual.

11:16 PM  
Anonymous José said...

" Gato lusitano mirando o espelho"

Quadro a óleo ( sem aumento de prêço) de autoria colectiva dos membros do Governo

6:40 PM  

Postar um comentário

<< Home