quinta-feira, junho 29, 2006

anedota


Afinal, as listas de espera de operações médicas que somavam 200.000 em 2005, subiu para 257.000 em Junho de 2006.
Entende o ministro da Saúde, não constituir tal facto problema algum, antes pelo contrário, “pode ser bom”. No seu sábio e rebuscado entender, tal se deve a uma maior procura por parte dos doentes, uma procura que “emerge” e que até aqui se encontrava “submersa”.
Na óptica do ministro os doentes comportam-se de um modo diferente no reinado do seu ministério. Preocupam-se agora mais com a saúde, o que se traduz num aumento das listas.
O mais dramático e anedótico de tudo isto, é que o ministro parece falar a sério e acreditar nos disparates que diz.

4 Comments:

Anonymous Anônimo said...

O que é que se pode esperar?

Então não é sabido que a realidade é moldada conforme os interesses...basta gelatinizar a linguagem...mas o pior é que este pessoal burocrata, que sempre viveu a fazer relatórios em que só muda a linguagem...que arranja discurso conforme os ventos e depois convencem-se ... não dos problemas mas que são os maiores ....mais inteligentes que os outros... mas que não acrescentam nada, e pior ainda quando são Ministros. Por isso é que o País está uma miséria em que até temos vergonha de ir ao Estrangeiro!

Basta ver os debates na AR, os debates nas TVs ... uma miséria permanente em que se fala...fala...de tudo e de nada...só, porque não acontece nada..não são responsabilizados.

É por isso que muitos não gostavam de alguns tempos antigos: é que quem falava tinha que fundamentar! E, depois chamam-lhe censura!

Pois agora é só disparate. E já repararam que são sempre os mesmos cinco ou seis?

Mas... viva a Liberdade de expressão!

9:48 PM  
Anonymous Anônimo said...

Razão tem a pequena...que já não tem cú que aguente!

9:58 PM  
Blogger luikki said...

não sei dizer de outra maneira:
este ministro é um perfeito canalha!

10:01 PM  
Anonymous José said...

LUIKKI

...É que está muito bem dito....

2:10 PM  

Postar um comentário

<< Home