segunda-feira, julho 10, 2006

gato por lebre



O acesso gratuito e universal do Diário da República, anunciado com pompa e circunstância por José Sócrates, é tudo menos universal. Na prática, a pesquisa é muito limitada porque as pessoas só podem consultar os diplomas se souberem a data de publicação ou o número do mesmo. A pesquisa por tema é só para quem paga pelo serviço.
Já era possível, há vários anos, consultar as leis e regulamentos publicados no Diário da República electrónico (www.dre.pt). Então qual a novidade da medida anunciada pelo primeiro-ministro esta semana?«Agora os cidadãos podem imprimir os diplomas sem pagar», esclarece a linha de atendimento telefónico do Diário da República online ao PortugalDiário. (Portugal Diário, 06/07/06)

7 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Mas então já que falamos no assunto....como é que se imprime o dito Diário da República?

Como diz o Blogger já há muito tempo que era possível aceder ao serviço tal como agora é disponibilizado.

Na verdade....nem é possível a impressão e se é, mea culpa que não sei como.... nem é possível a pesquisa por tema, como é dito.

Conclusão foi anunciado um serviço que já existe há montes de tempo.

Como se agora construíssemos um fontanário e anunciássemos a rede de água pública na cidade de Lisboa.... ou um troço de trinta metros de comboio e ...finalmente o combóio em Portugal...

Será que vivemos num Mundo de fantasia?

A classe política perdeu a noção da realidade....e, tal como anteriormente já está criada a gente do regime....o que é uma grande chatice....para nós e no futuro ...para os servidores/beneficiários do actual regime.

12:50 AM  
Anonymous José said...

" A esperança é a última a morrer "

( Quadro de autor português do Séc XXI - museu da Assembleia da República)

1:35 AM  
Blogger luikki said...

permitam-me que chame ao "engenheiro" de mentiroso...
ele fica possesso!
sócrates ésum metiroso!

7:54 PM  
Anonymous Pestana said...

É evidente que ele é um mentiroso, ve-se até pelo nariz. Mas é bom não esquecer que(ele) foi inventado, primeiro pelos próprios socialistas e depois pelos portugueses em geral quando lhe deram a maioria.
Depois tenho para mim que quando se dá a maioria a um partido é abdicar da democracia representativa, que já por si não é grande coisa.

11:13 PM  
Anonymous Anônimo said...

Essa do nariz é boa.

11:15 PM  
Anonymous Anônimo said...

Pescador de águas turvas...

1:37 AM  
Anonymous Anônimo said...

Where did you find it? Interesting read » » »

11:12 AM  

Postar um comentário

<< Home