sexta-feira, junho 30, 2006

mundo miserável





Não se compreende o silêncio da ONU, dos partidos e dos comentadores nacionais face ao que está a acontecer na Palestina.
Um país reconhecido internacionalmente, é invadido, são sequestrados nove dos seus ministros e duas dezenas de deputados de um governo eleito democraticamente, são destruídas pontes viárias, centrais eléctricas e outras infra-estruturas, perante um silêncio comprometedor do mundo.
A questão deixou de ser politica para ser humanitária. Não há pretexto algum, como este do sequestro de um soldado, para um ataque de tais dimensões à revelia de todos os tratados e direitos internacionais.

5 Comments:

Blogger Kane said...

Para a ONU e gente do status quo, ” democracia é quando eu mando em você...”.

A vitória do Hamas veio “azedar ” completamente as regras do jogo...A verdadeira face dos esbirros, está a aparecer agora.

4:08 PM  
Blogger luikki said...

os judeus (ou gostavam mais se dissesse israelitas?) tem a corja nas mãos!
acabar com um povo que é o legítimo detentor daquele território, não tem importância nenhuma!

10:14 PM  
Anonymous José said...

Para mim ...como diz o Blogger., trata-se já de uma questão humanitária e como tal deverá ser encarada e resolvida.

Infelizmente nunca se viu no Mundo "dominante" tanta hipocrisia face à miséria social e ao sofrimento humano.

Dizia O Papá que a Igreja por vezes é como uma barca que está a meter água.

Pois só que cabe à Igreja um papel muito mais duro e revolucionário no contexto Mundial de oposição a todos que lutam pela destruição dos valores tradicionais e universais da Humanidade

10:03 PM  
Anonymous tiburcio said...

Dizer-se que não se comprende o silencio da ONU, só por ironia. Não existe, morreu com os bombardeamentos de Belgrado e a consequente desbembramento da Jusgoslávia, foi a enterrar no Afegasnistão e teve a missa do sétimo dia com a invasão do Iraque.Quanto ao que estão a fazer ao povo da Palestina é um crime pelo qual terão de ser julgados todos os responsáveis Ocidentais. Juntando a tudo isto as Guatanamos, as leis de combate ao terrorrismo, os raptos, as torturas praticadas, permitidas ou silênciadas, temos o quadro da degradação a que chegaram as instituições Ocidentais e as suas "elites".

10:59 AM  
Anonymous José said...

Caro TIBURCIO

Se me permite saudo a sua vinda a este Blog com o seu importante comentário

Estou certo qu este Blog vai animar

1:30 AM  

Postar um comentário

<< Home