quarta-feira, outubro 18, 2006

1. - É BRANCO

No ano determinante da reforma da Administração Pública, os ministérios apenas inscreveram 348 mil euros para as despesas com os funcionários excedentários, avança hoje o Jornal de Negócios. Isto significa que nos orçamentos dos serviços para 2007 ainda não estão contabilizadas as despesas com os trabalhadores que passarão para a mobilidade especial (supranumerários) por via da reestruturação, extinção e fusão de organismos. (Jn 18.10.06)

2. - É PRETO

Os "ganhos" do Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado (PRACE) são essenciais para a concretização do Orçamento do Estado para 2007, lembrou ontem o ministro das Finanças, FernandoTeixeira dos Santos. (DN 17.10.06)

1 Comments:

Anonymous JOSÉ said...

O PRACE vai ser uma bagunça e depois de serem criados mais um ou dois Institutos e duas ou três Direcções Gerais, tem o destino das grandes reformas feitas em três meses : GAVETA!!!

1:12 AM  

Postar um comentário

<< Home