sábado, outubro 21, 2006

a justiça dos politicos


Dois dos membros do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) nomeados pelo poder político, que segunda-feira vetou a escolha do novo procurador-geral da República para o lugar de vice-procurador, são casados com duas das principais magistradas do Ministério Público.
Assim, um dos dois designados para o CSMP pelo ministro da Justiça, Rodrigues Maximiano, é casado com Cândida Almeida, que lidera o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP).
Entre os eleitos pela Assembleia da República (de maioria absoluta do PS), encontra-se Eduardo Paz Ferreira, marido de Francisca Van Dunem, procuradora do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa.
Além dos cônjuges no CSMP, Cândida Almeida e Francisca Van Dunem têm em comum o facto de terem sido dadas como prováveis nos principais cargos do MP. (CM 19.10.06)

8 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Se bem entendi o impasse vai-se manter, porque:

- se nomeiam alguém diferente das duas, os maridos voltam a boicotar;

- se nomeiam uma das duas, o marido da outra boicota.

Caso a última opção não suceda, é provável que ocorra um ou dois divórcios, por traição ou engano...

8:04 PM  
Anonymous Anônimo said...

O País está ficar muito pequenino!

O melhor é já nem dizer nada!

10:38 PM  
Anonymous Anônimo said...

Eh !....pá....por esta é que eu não esperava!
Ainda o PGR não sabe onde é a secretária e já está em alhadas....!?

10:41 PM  
Anonymous Anônimo said...

Está o bicho a escoucear ou a marrar em si próprio ?

10:43 PM  
Anonymous CHARME said...

Atenção: nos próximos dias temos novo comentador que conhece os meandros da "marosca política"!

3:43 PM  
Anonymous Anônimo said...

Ai os melros !....

5:39 PM  
Anonymous Anônimo said...

Parece que já apareceu, pelo que leio adiante....

5:41 PM  
Anonymous Anônimo said...

Este veado é um verdadeiro artista!

6:27 PM  

Postar um comentário

<< Home