sábado, março 12, 2011

Corrupção institucional


Anuncia o governo, um novo PEC-4. Com os juros da Dívida Pública a atingirem os 8%, com o descontrolo das contas públicas (apesar dos desmentidos governamentais), o Governo recorre uma vez mais à receita de sempre – aumento de impostos e cortes nas funções sociais do Estado. Contudo, o peso do esforço fiscal dos portugueses é tão elevado que uma tal politica além de agravar a miséria no país, irá provocar uma tremenda recessão económica que marcará negativamente o país por várias décadas.
Repetimos o que denunciámos por várias vezes ao longo destes últimos anos. Deve-se à corrupção institucionalizada que, sobretudo ao longo dos últimos 15 anos devassa o País, a responsabilidade dos problemas orçamentais e financeiros do Estado e de Portugal. Todos os anos são desviados das verbas orçamentais do Estado um montante equivalente a 10% do PIB. Verbas desbaratadas em múltiplos órgãos da administração pública completamente parasitários, disfuncionais e sem sentido. Institutos, Comissões, Fundações, Gabinetes, Agências, Autoridades, etc, e Empresas Municipais, foram paulatinamente criados ao longo dos últimos anos, paralelamente aos serviços existentes, numa total irracionalidade. Os motivos para uma tão profunda alteração na gestão da administração pública, não tiveram como objectivo uma maior eficácia e racionalidade dos serviços, a defesa do bem público, mas unicamente a satisfação dos interesses pessoais dos governantes e seus acólitos. Criar cargos para as clientelas partidárias e promover com maior liberdade todo o género de negócios com proveitos privados. Uma vasta legislação nasceu paralelamente para dar cobertura, para institucionalizar uma tal corrupção - preenchimento de vagas por nomeação política, redução das habilitações para tais cargos, isenção da obediência ao regime jurídico dos fornecimentos e empreitadas públicas e muita outra com o mesmo propósito perverso; sem esquecer o controlo político a que foi submetida a Justiça, com nova legislação que “protege objectivamente” os arguidos em caso de corrupção, criando uma teia de formalidades processuais em prejuízo dos conteúdos, retirando meios e eficácia à investigação e pressionando ou perseguindo mesmo os procuradores e juízes que vão tentando manter a sua isenção e verticalidade.
Uma prova do parasitismo destes órgãos do Estado pode ser muito facilmente comprovada se nos perguntarmos se a Educação, a Saúde, a Segurança, a Justiça, a Agricultura, as Pescas, etc, apresentam nestes últimos anos melhorias que justifiquem os encargos (10% do PIB) com estes novos órgãos.
Portugal jamais sairá da situação miserável a que o conduziram, enquanto não extinguir o cancro que o consome. Enquanto não extinguir todos aqueles órgãos do Estado. Contudo, uma tal reforma na Administração Pública, não poderá confundir-se com as “reformas” que visam uma diminuição das funções sociais do Estado como preconizam as forças políticas neoliberais. Será que os portugueses terão coragem e força capaz para se livrarem do vasto bando de parasitas que o dominam e lhe sugam os parcos rendimentos do esforço do seu trabalho?

Marcadores:

16 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Já me faltava um Post como este...

..é que à falta dele mandei umas bocas aí uns dois Posts atrás...

assim remeto para lá...mas

Caro Blogger...admiro o seu esforço....e que tenha êxito...que eu não acredito muito..

Só fico satisfeito por ver as ovelhas que já faltavam por cá...

1:11 AM  
Anonymous Anônimo said...

Creio que também tomou café...hoje..

Deve ser para acalmar o nervoso que este Governo nos causa quando lê os apontamentos...sempre que regressa da Deutchland....

É que estamos a atingir o cúmulo....

congelar pensões de cem ou duzentos euros...durante três anos...é obra....de valentões...

1:14 AM  
Anonymous Anônimo said...

Lá pelas areias do Mediterrâneo há pessoal que tem ido de férias últimanente por muito menos...

1:15 AM  
Anonymous Anônimo said...

Sabe que agora há Partidos de Poder e Partido de Apoio...???

Boa perspectiva...para a produtividade da economia...

1:17 AM  
Anonymous Anônimo said...

Há por aí um Partido que foi perguntar a uns não sei quantos empresários o que é que se há-de fazer neste País ...para resolver a crise....

Bom ....leia as respostas e logo vê porque é que este País está assim...

...e já se diz que está encontrado o novo Programa de governo...

Aguenta Zé das Caldas....

1:23 AM  
Anonymous Anônimo said...

Lá que se façam de ursos os militantes....vá que não vá ...agora ...de parvos..quem quiser que enfie o barrete....

1:25 AM  
Anonymous Anônimo said...

Há quem diga que as revoluções demoram pelo menos uns trinta anos a acabar...será verdade...??

Ou sreá que não se fez revolução nenhuma...e tudo não passou de um arrumar geográfico....com auxílio de uns cartógrafos ...de quarta classe ....mal engerocados...??

1:27 AM  
Blogger skeptikos said...

Após o fraco discurso político de passos coelho, ficámos a saber que Sócrates continua a desgovernar com o apoio inequívoco do PSD e do PP que, infelizmente, inviabilizaram previamente a sua queda no parlamento.
Pactua assim, a chamada “oposição” com o terrível, imoral, criminoso, inumano, modelo neo-liberal. O tal modelo que permite aos ricos ficarem cada vez mais ricos, enquanto atira a maioria da população para a pobreza. Sócrates, não é mais que um cavalo de Tróia da política dos grandes interesses económicos, a fazer o trabalho sujo, para depois entregar o poder aos seus colegas ideológicos - os "porreiro pá" - que com outros protagonistas, os mesmos daquela traição registada na cimeira de Lisboa.
Sócrates, merkel, portas, passos coelho, sarkozy e demais sucata política, todos juntos com um único objectivo - dar dinheiro a ganhar aos que os suportam e apoiam. O resto é teatro apenas para entreter o povo, como a história do presidente da república e da sua "santa ignorância", para assim esquecermos o essencial. Esqueceremos?
Em todo o caso, enquanto esperava pelo "discurso" do medroso passos coelho,ainda tinha uma réstia de esperança, por um "tsunami" político, mas Deus só ajuda com os outros... que parvo que eu sou!

1:27 AM  
Anonymous Anônimo said...

Das ovelhas ...a de que gosto mais ainda é a segunda da frente...a contar da esquerda...tem um ar assim...como hei de dizer ....de mais espertita...!!??

Mas a lã é igual...

1:31 AM  
Anonymous Anônimo said...

Meu caro...

Se levar a sério esta merdice toda...não tarda e ainda apanha um enfarte...do mio...que o deixa a falar torto pró resto da vida..

Por isso...mande umas bocas que isto há-de passar...

1:37 AM  
Anonymous Anônimo said...

Há dias fiquei de boca aberta....O Presidente falou...e metade da assistência não bateu palmas...

Que raio se terá passado...??

E se calhar até terá havido quem o não tenha ido cumprimentar...então o que é que foram lá fazer...?? ainda se houvesse uns croquetes...mas ...nem isso...!!!

1:44 AM  
Blogger Força Emergente said...

Caro amigo

E AGORA O QUE É QUE VAMOS FAZER ?

6:59 PM  
Anonymous Anônimo said...

Ora...

o que vamos fazer...!?

1.º - Correr com o homem ...e,

2.º - não aprovar o orçamento da UE...

12:16 AM  
Blogger skeptikos said...

E agora o que é que vamos fazer? Pergunta a Força Emergente...
Acho que a natureza está a providenciar no sentido de obrigar a humanidade rever os seus valores. Talvez assim, desta forma tão implacável e tão injusta, aprendamos que o dinheiro, o deficit e o consumo não são tudo.

«O abanão da estupidez» http://ecotretas.blogspot.com/2011/03/o-abanao-da-estupidez.html

«Receia-se um desastre nuclear pior que Chernobil»: http://www.cubadebate.cu/noticias/2011/03/13/expertos-temen-un-chernobil-en-japon/

1:17 AM  
Blogger Pata Negra said...

Os mercados são bandidos mas não são estúpidos! Não me venham com estabilidade política e maiorias parlamentares porque foram elas que nos trouxeram aqui. Não me venham com peques de austeridade porque já provaram que não resolvem nada. A credibilidade do país necessita de um novo governo e não existam ilusões, o ilusionismo de tirar o "coelho" da cartola pode iludir por algum tempo mas, passados uns tempos lá nos estaremos novamente a queixar que fomos/ foram novamente enganados.
Parece que o Chefe vai falar ao país: Vou já ligar a TV... para me rir, para me irritar, para chorar ou para ficar mais uma vez com um televisor partido!
Um abraço em tempo de tomar partido e parabens, mais uma vez, pelas excelentes análises. Não basta ter a receita, é preciso comprar e tomar o remédio.

7:16 PM  
Anonymous Anônimo said...

Boa..PATA NEGRA...assim é que é falar....

12:36 AM  

Postar um comentário

<< Home