terça-feira, julho 17, 2012

sistema financeiro totalmente corrupto e fraudulento

Se a crise que rebentou há quatro anos nos deu a conhecer um sistema financeiro totalmente corrupto e fraudulento, o que se viveu desde então tem sido sobretudo uma acérrima luta para manter de pé esse cadáver. Todo este culto à chamada “banca zombie” foi o que afundou ainda mais a economia mundial.
Muito se debate – e as pessoas se debatem – sobre a permanência e a pertinência do euro. A opinião dominante no senso comum construído por governantes e mídia na Europa é a de que o euro foi bem pensado mas mal construído. Daí para a frente as razões da má construção variam, mas se concentram em torno da idéia de que alguns países – como a Grécia – que foram admitidos não deveriam ter entrado para o clube.
Passa-se então à interminável discussão sobre se é melhor para todos que alguns países – sempre se evoca o exemplo da Grécia – ficassem ou saíssem do euro. Sair do euro, nos discursos, varia da salvação à danação.
Para muitos sair do euro significaria recuperar a soberania sobre a própria moeda, e portanto poder nadar por conta própria no oceano desvairado em que a Zona do Euro se transformou. Para outros, sair do euro significa mergulhar no inferno, uma vez que a desvalorização inicial da moeda multiplicaria o valor da dívida soberana, mergulhando quem saísse no caos e no desespero.
De todo modo, reina a idéia de que governos descontrolados se endividaram de tal modo que comprometeram a saúde da moeda, e que a causa desse descontrole é, grosso modo, um desproporcionado estado do bem estar social: pensões muito altas, salários demasiados para trabalhadores, sobretudo no setor público, auxílios indevidos para desempregados que desestimulam a procura de emprego (como se eles abundassem).
Pouco se fala em sonegação, pouco se fala sobre a licensiosidade vergonhosa do sistema bancário (embora se fale sobre sua má administração), pouco se fala sobre os escandalosos salários e “sidebenefits” pagos para os que administraram e vão continuar administrando essa confusão.
O estado de arte sugere uma profunda, generalizada e superficial desinformação sobre esses temas, com resultados dramaticamente contraditórios.
O problema está na manutenção ou não dos atuais gestores da zona do euro e do sistema financeiro em seus postos. E não se trata apenas de uma questão que afete os governos de plantão. Há os banqueiros, os gestores, os gerentes, os sabichões (“pundits”, como diz Paul Krugman) da mídia, as escolas e os professores das escolas de economia e administração, para quem qualquer outra alternativa à ortodoxia econômica é uma irrelevância passadista, e que odeiam mais Keynes do que o próprio Marx.
Flávio Aguiar (texto completo em Carta Maior)

6 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Agora parece que os beneficiários do rendimento social vão trabalhar em instituições públicas....

Francamente não percebo nada deste País....ainda dizem que não há trabalho...

....pelos vistos parece que há...só não percebo é porque é que o Estado não transfere as verbas correspondenres aos subsídios para essas instituições que assim poderiam pagar os salários respectivos àqueles benficiários que assim teriam não um subsídio mas o seu posto de trabalho com salário e tudo...


...deixariam de ser os objectos da caridade que certo Partido tanto gosta de apregoar...e passariam a ser trabalhadores com vencimento e descontos para a segurança social...sem ter que estar à porta à espera ...armados em pedintes.....às ordens da Instituição...

Caro Blogger está a ver a cena...que se advinha já.....de um lado os funcionários e do outro os pedintes....

Pobre País....

12:47 AM  
Anonymous Anônimo said...

E o pior é que a rapaziada que manda nisto está mesmo convencida que é mesmo assim....


Repare que agora ...da Europa vem a indicação de que os salários em Portugal têm que baixar mais.....j

....quer dizer.....já estamos na miséria....somos uma corrente de pedintes....e com esta coisa do IMI até a Nobreza...vai ter que ir prás portas do Estado clamar por benefícios...e outras mordomias....enfim pedir...e a Europa quer mesmo que a rapaziada comece a deixar de comer...os que ainda comem...claro!?

12:52 AM  
Anonymous Anônimo said...

Será que estamos perante alguma gigantesca frente subversiva apostada em acabar com a paciência do pessoal...???

12:54 AM  
Anonymous Anônimo said...

Caro Blogger....sei que você é um experimentado cientista e conhecedor das ideias políticas e sociais - estudou tudo muito a fundo e nada do que aprendeu foi por osmose ou transplante cientifico...

assim...diga-me....estamos em época de social democracia....ou somos mais tipo tom-tom...cabeça ao léu...!!???

1:00 AM  
Anonymous Anônimo said...

É confrangedor ver os rolhas de opinião que hoje dizem convictos o que antes negavam....

... e que convictos que eles são....

1:03 AM  
Blogger Zheng junxai5 said...

zhengjx20160528
coach factory outlet
michael kors outlet online
louis vuitton bags
cheap air jordans
oakley outlet
hollister clothing
instyler
coach outlet online
nike store
cheap oakleys
kobe 10
tods outlet store
tory burch shoes
louis vuitton outlet
hollister jeans
oakley canada
michael kors handbags
toms wedges
marc jacobs outlet
oakley outlet
gucci outlet
oakley sunglasses
tiffany and co
abercrombie outlet
jordan 3 powder blue
hollister clearance
michael kors handbags
retro jordans 13
nike blazers shoes
ralph lauren outlet
kate spade handbags
nike store outlet
adidas running shoes
coach outlet
michael kors outlet
coach factory outlet
louis vuitton handbags
michael kors outlet online sale
ralph lauren
christian louboutin sale

3:43 AM  

Postar um comentário

<< Home